Passeando esses dias pela internet, vi uma frase que dizia o seguinte:

“Viver não cabe no Lattes!” (Pra quem não conhece, Lattes é um currículo mais elaborado e bastante usado pelas instituições de pesquisa e universidades, e nele contém tudo relacionado a carreira profissional).

Leia essa frase novamente. Você provavelmente deve concordar com o que está escrito, mas, já parou para pensar o que isso significa? Tire alguns minutinhos do seu dia ou pare o que estiver fazendo e reflita: Onde você está agora? Você está vivendo no Lattes?

Desde pequenos somos cobrados por várias pessoas ao nosso redor que devemos ser bons em tudo, ou quase tudo. Isso significa estudar, estudar e estudar.

Depois, trabalhar muito e de preferência em algo que te dê dinheiro, não precisa necessariamente gostar. Pensamento entediante, né?

Mesmo assim, quando nos damos conta, estamos vivendo desse jeito. Rodeados por pessoas (inclusive você) que reclamam do trabalho, da vida, do parceiro, mas, continuam com tudo isso, “felizes” ou não. Vida amarga.

E sabe o que vai te diferenciar delas? Apenas a atitude de sair dessa zona de conforto ou então se conformar com isso. Porque o que nos faz estagnar é a conformidade.

Já refletiu? Você está onde gostaria de estar? Sente que falta alguma coisa em você? Vá em busca de todas as respostas para suas perguntas interiores, se inspire.

Vou te dizer uma coisa, meu amigo: se não conseguiu responder todas essas suas questões estando onde você está, tem algo errado, não acha?

Não é tão fácil como falar, porém, pode ter certeza, se torna menos complicado quando você se abre para as possibilidades e diz SIM para você e o mundo. Cante, dance, viaje, cozinhe… mas faça o que faz sua alma brilhar.

A vida e seu verdadeiro sentido estão fora do seu trabalho e do happy hour com o pessoal do trabalho. A vida está lá fora.

Escrito por Maria Clara
Futura jornalista, taurina, apegada e desapegada também! Pensa muito, pensa tanto que resolveu escrever. A vida tem dessas coisas, não é!?