Você gosta de ler? Gosta de literatura distópica? Todos os livros que você conhece sobre o assunto são de autores gringos?

Então, hoje a dica é uma literatura com um “quê” de distopia de um autor brasileiro(!), que com certeza você vai adorar e pirar.

Raphael Draccon é um escritor nascido no Rio de Janeiro, que é mais conhecido pela sua trilogia best-seller Dragões de Éter, no qual narra as histórias em uma versão mais descontraída. Ele já foi até premiado pela American Screenwriter Association.

Mas a dica de hoje é o livro: Cemitérios de Dragões – Legado Ranger I.

Este livro me chamou a atenção por ser de um brasileiro, que tem uma boa fama, então decidi lê-lo. E não me arrependi. É um livro muito legal, que tem várias referências ao mundo pop (se você for como eu e entender a referência, vai soltar gargalhadas no metrô! Não que eu tenha feito isso…).

Tudo bem que teve certas partes que fiquei sem entender nadica de nada, mas no contexto geral, é um livro que super recomendo para geral. Olha só a sinopse:

Cemitérios de Dragões – Legado Ranger I - Raphael Dracco | Inspiradouro

Um soldado de elite do exército americano desaparecido em uma missão no Afeganistão. Uma africana guerrilheira crescida em meio a conflitos étnicos de Ruanda. Uma garçonete irlandesa praticante de artes marciais mistas. Um hacker brasileiro descendente de orientais. Um dublê francês mestre em Parkour. Cinco realidades distintas. Um fenômeno desconhecido faz cinco pessoas, sem qualquer conexão e espalhadas pelo planeta Terra, acordarem em diferentes regiões de uma realidade devastada por um império de reptilianos e assolada pela escravidão.

Os cinco iniciam uma jornada em busca de respostas para sobreviverem no centro de uma guerra envolvendo criaturas fantásticas e demônios dispostos a invocar perigosos seres abissais para servirem a seus propósitos. Porém uma entidade pretende conectar o destino dos cinco humanos e armá-los com uma tecnologia construída à base de metal-vivo, magia e sangue de dragões. Uma tecnologia jamais vista naquela ou em qualquer outra dimensão, capaz de gerar heróis de metal. Batalhas empolgantes, romance e magia. Esse é o universo épico de Cemitérios de Dragões, inspirado em uma visão adulta e sombria das antigas séries Tokusatsu, como Jaspion, Changeman, Flashman, Ultraman e tantas outras, que marcaram a infância de toda uma geração.

Vale ressaltar aqui que meu personagem favorito, com certeza, é o brasileiro. O francês e ele trazem uma leveza e alegria para essa história que é sensacional.

O livro possui uma continuação que foi lançada há pouco tempo (que eu ainda não li :( , mas pretendo lê-lo o quanto antes): Cidades de Dragões – Legado Ranger II, que promete ser tão bom e emocionante quanto o primeiro.

Enquanto no primeiro os personagens estão em outra dimensão lutando contra criaturas abissais, no segundo, eles estão de volta ao planeta Terra, quando dragões chegam e deixam rastros de destruição.

E aí, consegui te deixar curiosx? Eu estou morrendo de ansiedade para ler o segundo livro logo! Curtiu a dica? Me diz aí nos comentários.

Escrito por Gabryela Medeiros
Publicitária, paulista, pisciana (se é que você é uma pessoa que gosta de saber disso), sonhadora, adora escrever, viciada no mundo pop, livros, séries e em parênteses (percebeu?).