proatividade-01

Um dos principais problemas de todos os empreendedores, é o quadro de funcionários. Quando pensam que estão com a equipe perfeita e tudo corre muito bem, eis que um dos colaboradores arranja outra proposta de emprego que paga cem reais a mais ou começa a cair no rendimento porque não está mais empolgado como quando entrou e lá vamos nós começar tudo novamente: correr atrás para contratar, fazer processo de adaptação, investir em treinamento… e isso se torna um ciclo vicioso.

Muitos colocam a culpa na geração X, Y, Z, AA, ou seja lá quem for, mas utilizam o mesmo sistema de carreira e incentivo de trinta anos atrás. É justamente neste ponto que entra a PROATIVIDADE.

Como usar a proatividade a seu favor?

Adequar o plano de carreira do colaborador para um mais dinâmico e atrativo, que vise promoções ou bonificações de curto, médio e longo prazo, sempre desafiá-lo e exigir novos conhecimentos ou incluir maiores responsabilidades em sua função, são as melhores ferramentas para segurar e motivar um funcionário.

- Mas já tenho tanto para fazer e cuidar da minha empresa, vou me preocupar com isso também?

Não somente com isso. Dar a devida atenção e acompanhamento ao seu colaborador, traçar e cobrar metas individuais e ter o contato com todos é de extremamente importância, pois mostra que o funcionário é importante para a operação como um todo, o que faz sentir-se mais especial e, além disso, o incentiva a ter mais proatividade de buscar, atingir as metas e opinar mais sobre melhorias.

Empreendedorismo e proatividade são praticamente melhores amigos. Quanto maior seu objetivo, mais tempo e energia será demandada para alcançá-lo, mas, apesar de mais uma preocupação, tenho total certeza de que manter todos motivados, fará com que o caminho se torne bem mais rápido para o tão esperado sucesso.

Se você fizer o que todos fazem, no máximo vai chegar aonde todos chegam.

Veja também o perfil ideal para ser um empreendedor de sucesso.

Escrito por Alex Vigatto
Estudante de Ciências Econômicas, atualmente trabalha como consultor de franchising. Acompanha atentamente o mercado de empreendedorismo e possui grande afinidade com finanças corporativas, pessoais e do setor de franchising em geral.