6 dicas para sobreviver ao vestibular | Inspiradouro

Outubro e novembro são os piores meses do ano para os vestibulandos.

O desespero surge com as incertezas: “será que é o curso certo?”, “Será que esse ano valeu a pena?”, “acho que não vou passar no vestibular”, entre muuuitas outras.

Eu fiz cursinho pré vestibular ano passado e não soube lidar muito bem com a pressão.

O mais difícil de estudar para entrar em uma universidade são as dúvidas e o pensamento de que “tem que ser agora”. É muito ruim estar no meio do caminho, estudar várias matérias ao mesmo tempo e não ter tempo para mais nada.

Se você está nessa fase, em vez de se desesperar, siga as dicas abaixo:

1. Tenha sempre em mente: “Não é perda de tempo!”

Eu odiava a parte de me dobrar toda para estudar várias matérias durante o cursinho, mas foi o ano em que mais aprendi e cresci. Foi uma fase pela qual eu tive que passar para encontrar o que eu realmente queria fazer. Além disso, conhecimento e experiência nunca é perda de tempo.

2. Não é para sempre. 

Claro, a escolha da profissão é uma das decisões mais difíceis a serem tomadas, já que vai seguir ela durante o resto da sua vida, certo? Errado! Se você não gostou do curso, você pode simplesmente mudar.

Não é vergonha nenhuma desistir de algo que não vai te fazer feliz e a gente só sabe se gosta de alguma coisa se vê como ela funciona na prática.

3. Relaxa!

Não estude para o vestibular e outras provas nas vésperas. Você já estudou o ano inteiro, aprendeu tudo o que era para aprender e o máximo que vai conseguir é embaralhar as coisas na sua cabeça.

Aproveite para colocar as séries em dia, sair com xs amigxs, ir ao cinema ou fazer qualquer coisa que você gosta de fazer. Dê uma folga a si mesmo.

4. Não se cobre tanto.

Se não for dessa vez, tudo bem, você tem a vida toda pela frente. Faça mais um ano de cursinho, tire todas as dúvidas que ficaram e aproveite a bagagem de matérias para estudar com mais precisão e profundidade.

5. Respira fundo e vai!

Esqueça do mundo enquanto estiver fazendo a prova. Só se preocupe em dar o seu melhor. Quando terminar, chore, grite, coma muito chocolate e depois siga em frente.

6. Não se culpe.

Independente do resultado, saiba que você fez o melhor que pode!

E você, tem alguma dica? Acha que elas funcionam? Deixe seu comentário contando. Desejo a todos boa(s) prova(s)!!!

Escrito por Gaby Grandini
Estudante de jornalismo e "louca dos signos" nas horas vagas (escorpiana).